abono salarial

Abono Salarial

O Ano nem acabou e minha sogra já pensa no que ela ira fazer para reformar a casa onde mora com a Segunda Parcela! Veja só você internauta! Pensando nisso resolvi alertar aos idosos navegantes da internet para tomarem severas precauções nessa época onde os “ditos” olheiros da sua Grana ficam na espreita na sorrateira observando o valor do seu  abono salarial no intuito de praticar o assalto out Bank.

abono salarial

Converse com o gerente da sua conta para ver os dias de menor movimento, use o bom senso, evite ficar de papinho contando o valor do reajustes com os colegas de fila desta maneira poderá evitar e prevenir sérios e importantes aborrecimentos.

Quanto a Primeira e Segunda Parcela do Inss para o Ano Corrente segue essas dicas que a Folha? UOL Publicou.

A primeira parcela do abono Salarial, equivalente a metade do valor total, representa uma injeção extra na economia de R$ 9 bilhões, segundo o Ministério da Previdência Social, além dos cerca de R$ 20 bilhões do benefício mensal. Vale lembrar que o valor será calculado proporcionalmente para quem passou a receber o benefício depois de janeiro.

No caso do auxílio-doença, por ser temporário, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período até agosto. Portanto um benefício iniciado em janeiro e ainda em vigor terá o 13º salário calculado sobre oito meses e o segurado receberá agora metade deste montante. Em dezembro, caso ainda esteja afastado, terá o restante. Se tiver alta antes, o valor será calculado até o mês em que o benefício vigorar e acrescido ao último pagamento do benefício.

abono salarial parcela

O desconto do Imposto de Renda informado no contracheque deste mês se refere apenas ao valor do benefício mensal. De acordo com a legislação, o IR sobre o 13º salário só é cobrado em dezembro, quando é paga a segunda parcela.

Segundo a legislação, não têm direito ao 13º salário os seguintes benefícios: amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente, auxílio-suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário-família.

Os indivíduos naturalizados Brasileiros com rendimentos de até R$510,00 terão de volta a soma dos impostos pagos, enquanto que, para os que tiveram seus vencimentos entre R$510,00 e R$ 1.530,00 o valor a ser devolvido será fixado em regulamento a ser discutido em breve, condicionado à existência de dotação orçamentária.

Isso será focado para as famílias com baixa renda que necessitam de um apoio do Governo ou subsidio, ainda não sabemos se isso poderá ser aplicado no “Financiamento do projeto minha casa Vida”.
“O ressarcimento do valor dos tributos permitirá a diminuição da desigualdade de renda, com reflexos imediatos na melhoria na qualidade de vida dos cidadãos pobres. Dessa maneira, o projeto constitui-se como mecanismo de garantia ao exercício do direito à educação, à saúde, à cultura e ao lazer pelas classes menos favorecidas da sociedade brasileira”, afirmou Bornhausen, segundo a Agência Câmara.

Valores Corrigidos Imposto Renda

Segundo o projeto, os valores a serem devolvidos serão corrigidos, anualmente, pela variação acumulada do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). O gasto será custeado com recursos do Orçamento, excesso de arrecadação, superavit financeiro e doações.

O projeto ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania, sem necessidade de ser votado pelo Plenário da Câmara.

marozo Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *